Confiança

Te conto agora a angústia que sinto
E peço que me ouças por misericórdia.
Te conto agora os conflitos da minha alma.

Não percass a calma,
Ninguém tem tempo,
Ou gosta de ,a qualquer hora, me ouvir

Te conto agora meus anseios e sonhos
E peço que os acolha,outros não se interessam.
Por nada daquilo que penso e desejo.

Te conto agora minhas culpas e pecados
E peço que perdoes,
Outros não me compreendem.

Te conto agora minha grande esperança
Porque vejo que, de me escutar não te cansas
E posso falar,pois gostas de ouvir tuas “crianças”.

Te conto agora,por derradeiras,as dores do coração
Sei que és único que pode me dar libertação.

Te conto, enfim,as minhas vontades
Pois te devoto confiança,
Em ti tenho esperança,
E sei que me darás satisfação

Contar-te-ei sempre
Tudo o que existe
Em meu coração.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: